Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Apoio domiciliário a idosos ...

Apoio domiciliário a idosos

Prestado pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ou por empresas privadas, pode ser a solução para tratar da higiene, refeições e limpeza da casa de um familiar idoso, ficando este no conforto da sua casa. Que cuidados ter na escolha deste tipo de serviço alternativo aos lares de terceira idade?
Cuidados de higiene ou saúde, limpeza e arrumação da casa, confecção ou entrega de refeições, tratamento de roupas, entre outros, são alguns dos serviços que podem ser prestados aos idosos. As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) dão prioridade a pessoas com baixos rendimentos. O sector privado acaba, muitas vezes, por ser a única alternativa, mas os preços são elevados.

Cuidados na escolha:

Analise as necessidades da pessoa que usufruirá do apoio domiciliário e faça uma simulação horária (por exemplo, calcule o tempo para confeccionar refeições ou tratar da roupa).
Sabendo o número de horas, peça orçamentos e compare os preços. Averigúe se são cobrados à hora ou por mês e qual o custo dos fins-de-semana e dos feriados.
Pergunte ainda se fazem apoio nocturno, se prestam cuidados médicos e se têm um número de telefone para emergências.
Certifique-se de que a empresa dispõe de uma autorização de funcionamento. Poderá obter a informação, contactando o centro distrital de segurança social da sua área. Pergunte ainda o nome do director técnico e do responsável pelos serviços prestados.
Peça o regulamento da empresa e o contrato que terá de assinar no final e estude-os atentamente.
Tendo optado por alguma empresa, deixe sempre uma lista com os trabalhos a efectuar para a pessoa que se deslocar ao domicílio. Deste modo, controlará a execução dos serviços pretendidos.
Se algo correr mal, exija o livro de reclamações. Os serviços sociais e de apoio domiciliário são obrigados a ter um. Guarde uma cópia da reclamação, muna-se de toda a documentação que poderá servir de prova e procure ter uma testemunha do sucedido.

Outros serviços úteis:

Telealarme- A segurança social, o Ministério da Saúde, a Cruz Vermelha e a PT Comunicações, no âmbito do Programa de Apoio Integrado a Idosos, criaram o serviço de telealarme, uma central de atendimento telefónico permanente. É necessário instalar em casa do idoso um telefone especial. Em caso de emergência, bastará accionar um botão de alarme e a central enviará ajuda ao domicílio.
O pedido de adesão pode ser efectuado junto da segurança social (21 318 49 00), da Cruz Vermelha (21 396 01 17) ou da PT Comunicações (800 206 206).
Linha do Cidadão Idoso (800 203 531): dá informações sobre direitos e benefícios dos idosos e é gratuita. Funciona nos dias úteis, das 9h30 às 17h30. Fora deste horário, pode deixar as suas questões e contacto num atendedor de chamadas.

1 comentário:

  1. Um artigo curisoso pois é muito importante ter em atenção a escolha de quem nos presta cuidados quando necessitamos,foram destas empresas conheça mais algumas que prestas serviços de apoio ao domicilio

    ResponderEliminar