Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

sábado, 7 de novembro de 2009

A juventude num comprimido mágico?



Não falta por aí publicidade a milagrosos produtos anti-envelhecimento. Mas estas substâncias serão mesmo capazes de retardar o processo de envelhecimento?

Não falta por aí publicidade a milagrosos produtos anti-envelhecimento. Mas estas substâncias serão mesmo capazes de retardar ou até de interromper o processo de envelhecimento? Em muitos casos, se lhe parece bom demais para ser verdade, se calhar é mesmo.
Pode até preferir pensar que ainda não passou dos 35 anos. Mas o corpo vai-lhe lembrando que não é bem assim. Cansa-se facilmente. Os ossos vão doendo. O cabelo começa a faltar, e alguns dos que ficam já são brancos. Quando tudo isto acontece, torna-se difícil pensar que a idade não tem importância nenhuma.

Desde as suas mais remotas origens que a espécie humana anda à procura da fonte da juventude. Não surpreende, por isso, que a atracção dos anúncios a produtos anti-envelhecimento possa ser tão grande. Quem não gostaria de se sentir muito mais jovem, sobretudo, se para isso, nada mais tiver de fazer para além de tomar um comprimido?

Dado que a realidade não é igual ao que se passa nos livros e filmes de ficção científica, o bom senso obriga a reagir com muita cautela a qualquer sugestão de milagre. O melhor é mesmo estar bem informado. Segundo as conclusões dos cientistas que se dedicam ao estudo destas matérias, o envelhecimento é um processo intrincado e complexo que envolve múltiplas áreas do corpo. Só por esta razão, um único produto, pílula ou poção não pode transformar-se na cura para todos os problemas decorrentes da idade.

Fonte "Sapo Saúde"

1 comentário:

  1. Creio que mais importante do que procurar os antienvelhecimento mais eficazes, ainda é investir numa alimentação cuidada e variada e adoptar um estilo de vida saudável. Quem,convencido no poder do tal comprimido, negligenciar aqueles aspectos,desperdiça o poder da natureza!
    Ângela Campos

    ResponderEliminar