Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Cuidar dos nossos idosos em casa

As famílias que cuidam de idosos em casa estão a tornar-se cada vez mais: sejam pais, avós, bisavós, familiares ou amigos próximos, a opção de trazer um idoso para casa ganha muitas vezes a
à de querer instalá-los num lar. No entanto, cuidar de idosos em casa é um passo gigante, que deve ser dado com muita consciência, planeamento e boa vontade.

Ponderar & Decidir

Tomar a decisão de cuidar de idosos em casa não deve ser feita de forma espontânea, nem de ânimo leve – cuidar de um idoso, esteja ele doente, acamado ou em perfeita saúde, é uma grande responsabilidade. Antes de tomar a decisão de cuidar de um idoso em casa, coloque a si e à sua família as seguintes questões:

A sua família está preparada para receber um novo elemento em casa?
Como reagiu o seu parceiro(a)?
Tem crianças muito pequenas em casa? Os seus filhos ainda necessitam de muita atenção?
É possível conciliar a sua vida profissional com o papel de prestador de cuidados?
Tem flexibilidade no trabalho, no caso de surgir alguma emergência ou quando tiver de ir ao médico com o idoso, por exemplo?
Tem a possibilidade de trabalhar em casa?
O idoso pode ficar sozinho em casa enquanto vai trabalhar?
Terá de contratar alguém para estar com o idoso durante o dia?
Em termos financeiros, é possível suportar a ida do idoso para a sua casa? O idoso tem recursos financeiros? Pode contribuir?
Tem espaço suficiente em casa para receber e cuidar do idoso?
A casa é segura para o idoso?
Terá de fazer algum tipo de adaptação na casa? Comprar mobiliário/equipamento novo?
Está preparado para tratar da higiene pessoal do idoso?
Muitos idosos precisam de ser apoiados, carregados e levados de um lado para o outro – está fisicamente preparado para isso?
Se o idoso tem alguma doença, será que é capaz de lidar com isso diariamente?
Está preparado para abdicar do seu tempo livre ou parte do mesmo para cuidar do idoso?
Tem um círculo de apoio de familiares e amigos que já se disponibilizaram para ajudar ou está sozinho nesta tarefa?
A família está emocionalmente preparada e é emocionalmente forte para lidar com um idoso e os cuidados que este exige ou já têm muitos problemas que vos ocupem?
Está preparado para assistir ao envelhecimento e, eventualmente, à morte do idoso?
O idoso não estaria melhor num lar de idosos?

Parecem muitas questões e dúvidas mas para o seu bem estar e principalmente do idoso, é necessário reflectir bem.

Planear & Preparar

Tomada a decisão de cuidar de um idoso em casa, segue-se a fase de planeamento e de preparação que requer uma reflexão igualmente responsável e ponderada. Estas são algumas dicas que deve ter em consideração se vai passar a cuidar de um idoso em casa:

Assegurar que todas as divisões da casa, incluindo escadas e corredores, estejam bem iluminadas.
Instalar interruptores iluminados, que são mais fáceis de localizar durante a noite; ou então instalar luzes de presença em toda a casa.
Assegurar que a cadeira utilizada pelo idoso é suficientemente alta e que esteja equipada com apoios para os braços.
Colocar barras de apoio na cama para facilitar o deitar e o levantar ou, em alternativa, adquirir uma cama mais baixa.
Adquirir uma cama articulada ou outro tipo de mobiliário/equipamento adequado ao idoso.
Colocar uma poltrona no quarto, para que o idoso se possa sentar na hora de se vestir e calçar.
Colocar barras de apoio nos duches/banheiros e ao lado das sanitas; ou optar por instalar uma sanita mais alta.
Instalar um chuveiro flexível e uma cadeira de banho para facilitar os duches.
Colocar um tapete antiderrapante na banheira/duche.
Comprar uma arrastadeira para os idosos terem no quarto durante a noite.
Substituir as maçanetas redondas por maçanetas horizontais que torna mais fácil abrir e fechar portas.
No caso de o idoso deslocar-se numa cadeira de rodas, instalar rampas de acesso.
Instalar um corrimão em todas as escadas da casa.
Remover tapetes escorregadios ou protegê-los com um antiderrapante.
Organizar ou retirar mobiliário de forma a criar um espaço de fácil circulação para o idoso.
Esconder ou remover fios suspensos, muito compridos ou atravessados no chão.
Evitar ter muitos espelhos porque os reflexos podem facilmente assustar ou confundir alguns idosos.
Tudo o que estiver guardado em armários e que os idosos possam precisar, deve ser colocado em prateleiras baixas e de fácil acesso – isto aplica-se à cozinha, casa de banho, quarto e qualquer outra divisão habitualmente utilizada pelo idoso.
Organizar o guarda-roupa do idoso, agrupando o vestuário por tipo – camisas, camisolas, calças, saias, vestidos…
Substituir os relógios tradicionais por relógios digitais; substituir os comandos e pelo menos um telefone por modelos com teclas maiores e de fácil manuseamento.

Cuidar & Amar

Com a casa pronta para receber o idoso com segurança e conforto, seguem-se os cuidados diários que, para além de incluírem o tratamento da sua roupa, uma alimentação saudável, a administração correta dos medicamentos e o acompanhamento ao médico, é importante mostrar o carinho e o amor que tem pelo idoso de outras formas, incentivando-o a viver uma vida o mais ativa e plena possível. Algumas ideias para cuidar de um idoso diariamente incluem:


Incentivar o idoso a ter uma vida social, para encontrar-se com o seu grupo de amigos frequentemente, por exemplo.

Organizar atividades a dois ou com toda a família, que envolvem o idoso – pode ser um passeio à praia, uma sessão de cinema ou almoçar fora.

Inscrever o idoso num centro de convívio ou universidade sénior, onde existam atividades do seu interesse.

Motivar o idoso para ir ao cabeleireiro/barbeiro regularmente.

Incentivar o idoso a praticar exercício físico.

Guardar algum tempo para conversar diariamente com o idoso.


Manter o idoso a par de tudo aquilo que se passa em casa, com a família mais chegada e até a mais afastada.


Possibilitar que o idoso leia os livros/jornais/revistas que sempre apreciou; que ouça o seu tipo de música preferida; que assista aos seus programas televisivos favoritos.


Disponibilizar-se para levar o idoso às compras ou a qualquer outro local que possa precisar ou onde lhe apeteça ir.


Certificar que os óculos, o aparelho auditivo ou qualquer outro equipamento de auxílio do idoso estão de acordo com as suas necessidades atuais.


Incentivar o idoso a manter, dentro dos possíveis, a sua própria independência.

Fonte "Cuidamos"

6 comentários:

  1. ;)))
    Infelizmente, o que tenho assistido é a empurrarem os idosos o quanto antes para lares, antes mesmo de estes começarem a "dar trabalho"...
    Bjs,
    Madalena

    ResponderEliminar
  2. Mas Madalena é preciso mudar mentalidades, o meu objectivo é e será sempre que seja respeitada a ideia do idoso, este fazer as suas escolhas e se for a de estar em familia arranjar formas de concretizar esse desejo.
    A familia ainda tem de ser o que temos de mais importante e onde vamos buscar carinho, amor e amparo, verdade???

    Beijos e obrigado pela tua visita e comentário...

    ResponderEliminar
  3. Claro e, como sabes, eu concordo plenamente com isso, mas não é o que vejo no geral. E a tendência é para o egoísmo reinar cada vez mais.
    Bjsss

    ResponderEliminar
  4. ola chamo-me Rosa tenho 41 anos, neste momento sou viuva infelizmente e com 2 lindas princesas,estou neste momento a estudar no ensino recorrente na escola secundaria de ermesinde para tirar o 12º ano e que ficarei com o curso de tecnica de acção social,e digo que é muito trizte ver o que vai na sociedade,é inacreditavel o que podemos observar em relação aos nossos idosos, a falta de apoio que existe,apesar de se apregoar que há apoio, infelizmente neste pais é assim em tudo,temos que continuar a lutar para mudar mentalidades e denunciar tudo mas tudo que seja suspeito contra os idosos,sou da opinião de que deveria de haver mais instituições de apoio aos idosos ao domicilio,e mesmo se possivel pagar aos propios filhos (como se fosse um emprego)para tomar conta dos seres queridos no seu propio meio(casa) claro que deveria ser fiscalizado,para garantir que há bom trato,desta maneira até o estado poupava pois não teria que pagar a essas instituições (lares)tanto dinheiro. Beijinhos e obrigada por poder dar a minha opinião vamos lutar todos juntos porque só assim é que se podera fazer alguma coisa

    ResponderEliminar
  5. Meu pai já tem muita idade,felizmente ainda não está acamado. Estou a preparar-me para lhe dar apoio,mas sei que vou ter problemas. Estou a pensar fazer um curso de geriatria.

    ResponderEliminar
  6. BOA TARDE EU GOSTARIA DE TONAR CONTA DE IDOZO EM MINHA CASA TENHO CONDIÇOES

    SOU CARINHOSA E MEIGA

    ResponderEliminar