Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Dia Internacional do Idoso, 1 de Outubro de 2010

A campanha «Pela diversidade. Contra a discriminação.» visa combater a discriminação com base em diferentes motivos, incluindo a discriminação em razão da idade, a qual é dirigida contra os jovens e as pessoas idosas.

O Dia Internacional do Idoso comemora a contribuição que as pessoas idosas oferecem à sociedade e chama a atenção para os problemas que as afectam como, por exemplo, quando são vítimas de maus-tratos. Este ano celebra-se o 20.º aniversário da instituição do Dia pelas Nações Unidas (ONU). As actividades que têm lugar por todo o mundo, incluindo um evento no dia 7 de Outubro na sede da ONU em Nova Iorque, concentram-se no progresso alcançado na implementação dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, que apoiam os princípios de igualdade e dignidade humanas, bem como o seu impacto nas pessoas idosas.

Para obter mais informações sobre questões relacionadas com as pessoas idosas a nível europeu, contacte a Plataforma AGE Europe.

A campanha também produz recursos que abordam a discriminação contra as pessoas idosas como, por exemplo, um questionário, apresentações utilizadas para formação e filmes.


quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Combater a violência (Em pessoas mais velhas).

 É este o tema da nova campanha da APAV que será lançada em breve.

A nova campanha da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a ser lançada em breve, pretende sensibilizar os portugueses para um novo flagelo que nos últimos anos tem crescido em Portugal: violência em pessoas idosas.
O envelhecimento da população e a precária situação económica são apontados como os principais motivos para o aumento de maus tratos e abandono na população com mais de 65 anos. O número de vítimas passou de 290, em 2000, para 639, em 2009, o que representa um aumento de 120 por cento. Os dados são do último relatório da APAV publicado este ano.

Também na Linha do Cidadão Idoso (800 20 35 31), criada pelo Provedor da Justiça, o número de queixas e denúncias aumentaram substancialmente de 2009 para 2010. Desde o início do ano, o serviço recebeu 176 queixas de maus tratos físicos e psicológicos e 79 denúncias de abandono, o que representa um aumento de 40 e 25 por cento, respectivamente.

Os agressores são quase sempre familiares e, na maior parte dos casos, os próprios filhos. E, de acordo com os dados recolhidos pela Linha do Cidadão Idoso, muitos dos familiares ficam com o dinheiro das pensões dos idosos.

Abandono é violência

A nova campanha da APAV que terá alguns spots e acções de formação a decorrer paralelamente, bem como um manual de procedimentos, vai ser lançada já no próximo dia 7 de Outubro com particular destaque para o abandono, considerada pela Associação como uma "forma de violência".

Para a Associação é fundamental que as pessoas percebam o que é envelhecer e que estejam preparadas para alguns quadros de depressão e demência que podem acontecer aos seus familiares. Com a inversão da pirâmide etária, vamos ter cada vez mais idosos e pessoas mais velhas a tratar delas que não estão preparadas e reagem por exaustão. É o chamado "stress do cuidador".


Apoio à vítima

Desde que foi fundada em 1990, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima tem prestado apoio e informação aos cidadãos vítimas de infracções penais. E, ao longo desses 20 anos, a APAV tem alertado a sociedade portuguesa para alguns flagelos como a violência doméstica ou, mais recentemente, para a violência em pessoas idosas. A associação tem à disposição gabinetes de apoio que, de acordo com os recursos da sua rede de voluntariado, prestam serviços de apoio emocional, jurídico, psicológico e social.

As vítimas podem também pedir informações ou apoio através da linha 707 20 00 77, das 10h às 13h e das 14h às 17h. nos dias úteis. Para mais esclarecimentos pode consultar a página oficial da instituição www.apav.pt. .

Fonte: "Idade Maior"

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Acabei o estágio!!!

Na semana passada acabei o estágio e correu super bem. Já tenho saudades daquela casa maravilhosa, daqueles utentes queridos e de todo o pessoal que trabalha lá : Drª Iolanda, Laudelina, Minas, Cidália, Irene e restantes colegas.
O saldo foi positivo, aprendi imenso e adquiri mais experiencia. O estágio torna-se verdadeiramente necessário depois de dois anos intensivos mas em que tudo o que aprendemos está apenas em papeis e na nossa cabeça, claro. A parte pratica aí sim nos mostra se estamos verdadeiramente preparados para exercer, se vamos estar à altura de tamanha responsabilidade mas, sobretudo, se nos sentimos com gosto e vontade para o fazer. Porque neste tipo de trabalho, mais que a experiencia e preparação é necessário ter coração e sensibilidade, saber ouvi-los e acarinhá-los....
Percebi que é nesta área que quero trabalhar de alma e coração e, sobretudo gostava de apostar nos cuidados continuados, a ver vamos o que o futuro me reserva......
Uma vez mais agradecer a todos quantos fazem parte do CENTRO SOCIAL E PAROQUIAL DE GANDRA, obrigado e beijinhos!!