Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Cuidados gerais a ter com idosos

Embora muitos idosos façam questão de manter a sua independência, as pessoas com idade superior a 80 anos precisam de alguns cuidados gerais. Saiba o que pode fazer para tornar os dias dos idosos ainda mais agradáveis, física e emocionalmente.

Como fazer? Quando os idosos chegam a uma certa idade, é natural que os filhos pensem logo num local onde terão cuidados 24 horas por dia, caso de um lar para seniores. No entanto, isso nem sempre é a melhor opção para o idoso. Cuidar de um idoso também é falar abertamente com ele para saber quais são as suas vontades e necessidades. Explore todas as opções, desde ficar a viver sozinho, levar o idoso para a sua casa ou para a de outros familiares, antes de considerar a opção de um lar.

Viver com a família. Se a escolha recair sobre levá-lo para a sua casa ou então passar temporadas em várias casas de família próxima (alternar entre as casas dos filhos, por exemplo), é importante que fale com o idoso acerca deste plano. Enquanto alguns poderão adorar a ideia de poder estar com todos em diferentes alturas, outros poderão sentir que estão a ser “despachados” de um lado para o outro e poderão não sentir-se confortável com as mudanças constantes.

Viver num lar. Se a opção lar for bem aceite pelo idoso, é importante que faça uma boa pesquisa dos lares de terceira idade disponíveis. Estes podem variar muito, não só em termos de preço, mas também no que respeita às condições oferecidas e o ambiente em geral. É importante escolher um lar que combine na perfeição com a personalidade do idoso, por isso, visite vários e peça referências a amigos e conhecidos. Uma vez instalado no lar, é importante que visite frequentemente o idoso, planeando também saídas ou fins-de-semana passados em família.

Casa segura. Para idosos que preferem continuar a viver nos seus lares, os cuidados mais importantes passam pela segurança em casa. Certifique-se que a casa está bem iluminada e que existem luzes de presença para a noite; tenha em conta a disposição dos móveis para assegurar uma fácil mobilidade dos idosos; evite a existência de tapetes escorregadios; adapte o WC/banheiro com barras de apoio se achar necessário; coloque os números de telefone da família, vizinhos e amigos junto ao telefone, escritos em números bem visíveis; veja se na cozinha têm tudo o que precisam à mão, para evitar que o idoso suba para cadeiras ou bancos; faça o mesmo com os restantes armários, colocando o que mais utilizam em prateleiras mais baixas.

Ajuda externa. Por mais independente que seja um idoso, os cuidados gerais que necessitam podem passar por alguma ou até muita ajuda externa. Um idoso pode precisar de ajuda para fazer a sua higiene pessoal, para ir às compras e/ou confeccionar as suas refeições, para efectuar a limpeza da casa, para ir ao médico, ver o correio e pagar as contas, entre muitas outras tarefas do dia-a-dia. É importante delinear um plano para decidir quem vai fazer o quê e quando, comunicando tudo isto ao idoso para que ele saiba aquilo com que pode contar. Se tiver que faltar a um compromisso prévio com o idoso, avise-o previamente e encontre uma alternativa. Se necessário, contrate ajuda externa.

Saúde de ferro. Vigiar e cuidar da saúde de um idoso é fundamental. Quer tenham ou não alguma doença ou problema de saúde, os idosos devem ser vigiados de perto: assegure-se que fazem uma dieta alimentar equilibrada, que efectuam algum tipo de exercício físico, que bebem muita água e que não descuram a toma dos seus medicamentos diários (neste caso pode adquirir uma caixa divisória que facilita não só a organização dos medicamentos a tomar ao pequeno-almoço, almoço e jantar, mas também o seu controlo). Sempre que possível, deve acompanhar o idoso ao médico, bem como ter cópias do seu historial, exames e medicamentos. Se o estado de saúde do doente for mais grave e o idoso tiver de estar acamado, informe-se acerca dos cuidados especiais a ter com uma pessoa acamada.

Vida social. Só porque alguém tem mais de 80 anos de idade não significa que tem de passar os seus dias enfiados em casa em frente à televisão. É essencial motivar o idoso para sair de casa e ter algum tipo de vida social – nem que seja ir tomar um chá com as amigas todas as semanas, dar uma pequena caminhada ou até inscrever-se num centro de convívio para idosos. Sempre que puder, a família também deve estar presente para fazer companhia ao idoso. A companhia física, o carinho e uma boa conversa é o melhor presente que pode dar a um idoso que, com a sua experiência de vida, tem sempre histórias para contar. Para além disso, é importante manter o idoso a par das notícias do seu círculo pessoal e até do mundo, para que não sintam que estão a ser esquecidos, simplesmente porque já são “velhos” e “não vão entender”.

Fonte do artigo: Cuidamos.com

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Alimentos benéficos para o coração

Uma alimentação equilibrada é essencial para o bom funcionamento do coração. Saiba que alimentos deve ingerir.

A partir de determinada idade, é necessário começar a ter alguns cuidados com o coração. O seu bom funcionalmente depende de diversas questões, algumas delas relacionadas com factores genéticos, mas essencialmente com a alimentação e o estilo de vida.
Em boa verdade, uma boa alimentação na juventude pode prevenir muitos problemas cardíacos. Alimentos de baixas calorias e uma ementa variada e recheada de legumes e frutas são aliados do coração.

Alimentos com pouco sal de cozinha são os mais indicados para o coração. Além destes, peixes são ricos em ómega 3 e 6 são uma das principais recomendações para o bom funcionamento do sistema cardíaco. Também as uvas e os seus derivados são indicados para a prevenção de doenças cardíacas.

Carnes brancas – aves e peixe - são fundamentais para uma boa dieta. O consumo de azeite de oliva é indicado, desde que seja em pratos frios. O óleo, depois de aquecido, sofre mutações que transformam o padrão da gordura e o tornam nocivo. Por isso, é aconselhável evitar a reutilização de óleo de fritos.


Nem toda a gordura é prejudicial ao coração. As gorduras que existem nas carnes brancas do peixe são benéficas. Óleos de soja e de milho devem ser substituídos pelos óleos de azeite.

Nozes, castanhas e avelã são benéficas para o coração, pois são ricas em gorduras monoinsaturadas, o chamado colesterol bom, e contém anti-oxidantes. Estas castanhas devem ser consumidas com moderação, no máximo 50 gramas por dia. Mais do que isto, engorda!

Uma boa alimentação requer equilíbrio. Para ser mais exacto, deveríamos ingerir diariamente 50% a 60% de carboidratos, 20% a 25% de proteínas, 20% a 30% de gordura e 300 g a 400 gramas de frutas, verduras e legumes.

No entanto, o melhor é encontrar o equilíbrio entre os nutrientes, sem cometer excessos. Para que a alimentação não se torne uma inimiga, o melhor é sempre procurar ajuda de um nutricionista. Assim conseguirá manter o peso e conservar o sistema cardíaco em bom estado.

Fonte "Idade Maior"

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Como ser independente na terceira idade!

A preparação para a terceira idade deve começar cedo. É preciso pensar em planos de poupança e ocupação da mente e do físico.

São muitos os dilemas da terceira idade: síndrome do ninho vazio, alto índice de divórcios, e o aumento da longevidade, que implica preparação emocional e financeira para este tempo.

A preparação deve começar tão cedo quanto possível. As mulheres devem consultar regularmente o ginecologista, praticar actividades físicas e de lazer, ler e escrever, de forma a estimular a memória, alimentar-se de maneira saudável, divertir-se e manter uma ampla rede de relacionamentos sociais, evitando o isolamento a todo o custo!

É preciso lembrar que lembrar que a partir da meia-idade podem ainda restar cerca de 40 a 50 anos de vida, considerando que a longevidade da população continuará a crescer. Até há bem pouco tempo as pessoas não pensavam nestas questões, pois morria-se mais cedo, muitas vezes depois da reforma! Actualmente, o cenário mudou e uma grande parte da população não sabe o que fazer depois da reforma.

Aqui ficam alguns conselhos:

Planos de Poupança. É essencial prevenir o futuro e não depender das reformas, que como sabemos são escassas, nem de outros. É essencial começar cedo e variar os investimentos. Comece já a informar-se a informar quais os investimentos que garantem melhores rendimentos. Quanto melhor planear as suas finanças, mais hipóteses terá de viver bem este tempo.

Por outro lado, a pratica regular de exercícios físicos moderados durante um determinado tempo, cerca de um ano, pode aumentar o tamanho do hipocampo cerebral em adultos com mais de 55 anos, proporcionando um aumento da memória espacial, segundo um novo estudo.

O hipocampo é a área do cérebro responsável pela formação de todos os tipos de memória. O estudo, conduzido por pesquisadores das universidades de Pittsburgh, Illinois, Rice e Ohio State, foi publicado na revista especializada "Proceedings of the National Academy of Sciences.

Os resultados da pesquisa são particularmente interessantes por sugerirem que mesmo modestas quantidades de exercício podem fazer com que adultos idosos sedentários registem melhorias substanciais da memória e da saúde do cérebro.

Fonte: "Idade Maior"