Quero mostrar que esta fase também pode e deve ser bonita, saudável, activa e vivida com muita felicidade!!...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Como ser independente na terceira idade!

A preparação para a terceira idade deve começar cedo. É preciso pensar em planos de poupança e ocupação da mente e do físico.

São muitos os dilemas da terceira idade: síndrome do ninho vazio, alto índice de divórcios, e o aumento da longevidade, que implica preparação emocional e financeira para este tempo.

A preparação deve começar tão cedo quanto possível. As mulheres devem consultar regularmente o ginecologista, praticar actividades físicas e de lazer, ler e escrever, de forma a estimular a memória, alimentar-se de maneira saudável, divertir-se e manter uma ampla rede de relacionamentos sociais, evitando o isolamento a todo o custo!

É preciso lembrar que lembrar que a partir da meia-idade podem ainda restar cerca de 40 a 50 anos de vida, considerando que a longevidade da população continuará a crescer. Até há bem pouco tempo as pessoas não pensavam nestas questões, pois morria-se mais cedo, muitas vezes depois da reforma! Actualmente, o cenário mudou e uma grande parte da população não sabe o que fazer depois da reforma.

Aqui ficam alguns conselhos:

Planos de Poupança. É essencial prevenir o futuro e não depender das reformas, que como sabemos são escassas, nem de outros. É essencial começar cedo e variar os investimentos. Comece já a informar-se a informar quais os investimentos que garantem melhores rendimentos. Quanto melhor planear as suas finanças, mais hipóteses terá de viver bem este tempo.

Por outro lado, a pratica regular de exercícios físicos moderados durante um determinado tempo, cerca de um ano, pode aumentar o tamanho do hipocampo cerebral em adultos com mais de 55 anos, proporcionando um aumento da memória espacial, segundo um novo estudo.

O hipocampo é a área do cérebro responsável pela formação de todos os tipos de memória. O estudo, conduzido por pesquisadores das universidades de Pittsburgh, Illinois, Rice e Ohio State, foi publicado na revista especializada "Proceedings of the National Academy of Sciences.

Os resultados da pesquisa são particularmente interessantes por sugerirem que mesmo modestas quantidades de exercício podem fazer com que adultos idosos sedentários registem melhorias substanciais da memória e da saúde do cérebro.

Fonte: "Idade Maior"

Sem comentários:

Enviar um comentário